Punções e Biópsias

O objetivo de uma biópsia é colher material de uma lesão ou de um órgão do corpo para ser avaliado por um médico especialista. Dessa forma, é possível obter informações precisas sobre a natureza das lesões ou o grau de comprometimento de um tecido por doenças.

A biópsia percutânea, isto é, através da pele, é realizada sem necessidade de cirurgia. A utilização de métodos de imagem para guiar esse tipo de procedimento é um avanço que permite que as biópsias sejam realizadas com grande precisão e com menor risco, podendo-se detectar precocemente eventuais complicações durante o exame. Além disso, o acesso percutâneo pode ser realizado sob anestesia local, o que evita maiores riscos anestésicos, facilita a recuperação após o procedimento e não deixa cicatrizes como em uma cirurgia.

Como é feito o exame?

A biópsia percutânea pode ser guiada por qualquer dos métodos de imagem como ultrassonografia, tomografia computadorizada, ressonância magnética e, no caso da mamografia, por estereotaxia. A escolha do método depende de vários fatores, entre eles, a facilidade de identificar o alvo, simplicidade, disponibilidade e menor custo. O procedimento é realizado com anestesia local, que “adormece” a pele e todo o trajeto por onde a agulha da biópsia irá passar. O procedimento tem duração variável, dependendo do tipo de equipamento utilizado e das características da lesão. 

O paciente permanece deitado na mesa de exame e segue as orientações da equipe que realiza a biópsia. Todos os procedimentos são precedidos da desinfecção da pele de acordo com os protocolos estabelecidos. O número de fragmentos colhidos também varia de acordo com o caso. 

TIPOS ESPECIAIS DE BIÓPSIA PERCUTÂNEA

Punção Aspirativa por Agulha Fina (PAAF)

Geralmente guiada por ultrassonografia, é utilizada principalmente em lesões da mama, tireóide e linfonodos.

Por intermédio deste procedimento é possível obter células de uma lesão que serão analisadas com o auxílio de um microscópio, pelo médico patologista. O exame é relativamente simples e rápido, quando realizado por médico treinado que, após realizar desinfecção da pele e anestesia local, introduz uma fina agulha até a lesão e aspira algumas células da região.

Tudo isso é feito com o controle preciso da ultrassonografia, em tempo real, para evitar complicações. Na sala de exame, o médico confere o material para assegurar-se de que é suficiente para o diagnóstico e a análise exata é feita posteriormente.

Poucas são as complicações das punções por agulha fina. Pode ocorrer um pequeno hematoma local, tratado com aplicação de gelo. A maioria das reações, conduzidas com tranquilidade por nossa equipe, estão relacionadas à ansiedade com o procedimento e à resposta normal do organismo.

Biópsia por Fragmento (CORE-BIOPSY)

A biópsia por fragmento ou core-biopsy, difere da PAAF no sentido de que neste procedimento são colhidos fragmentos de tecido ao invés de células. Também é um procedimento simples, porém um pouco mais invasivo do que a PAAF. Ele é utilizado quando a análise apenas das células de uma lesão ou órgão não é suficiente para diagnóstico, como ocorre em muitos casos de lesões mamárias, de próstata, órgãos abdominais, linfonodos, entre outros.

Para biópsias de estruturas superficiais, como é o caso da mama e linfonodos, a recuperação é rápida, podendo ocorrer um pequeno hematoma no local, tratado com aplicação de gelo e compressão. Para as biópsias prostáticas, hepáticas e abdominais, por exemplo, é necessário maior tempo de observação, além de repouso no dia da biópsia, pois eventuais sangramentos não são facilmente controlados apenas com compressão direta.

A core biopsy na mama pode ser feita guiada por ultrassonografia ou por estereotaxia digital, dependendo de por qual método a lesão é melhor identificada.

Tipos de Exames (Preparos)

Biópsia/Punção Hepática

CÓDIGO PARA LIBERAÇÃO NO CONVÊNIO:

TUSS: 40.8080-92 + TUSS: 4.9011-22 + Agulha Tru-Cut (código 70013799)

– FAVOR COMPARECER À CLÍNICA COM 30 MINUTOS DE ANTECEDÊNCIA (para preencher o questionário e se preparar para o exame).
– TRAZER PEDIDO MÉDICO E EXAMES ANTERIORES.
– CASO SEJA EXAME REALIZADO POR CONVÊNIO, TRAZER O PEDIDO AUTORIZADO COM SENHA E A CARTEIRINHA.
– TRAZER DOCUMENTO DE IDENTIFICAÇÃO PESSOAL.

Orientações:

– Este exame deve ser agendado com antecedência.

– Antes de marcar o exame é necessário que o médico que realizará a biópsia veja todos os seus exames já realizados.

– Trazer todos os exames anteriores (ultrassom, tomografia, ressonância magnética, raio x, exames de sangue e coagulograma).

– Trazer exame de COAGULOGRAMA COMPLETO recente.

– Previamente à biópsia hepática são avaliados os exames laboratoriais (hemograma e coagulograma), exames de imagem anteriores, bem como feita a investigação de eventuais condições clínicas que contra-indiquem o procedimento.

I – Preparo:

1) No dia anterior ao exame:

– Tomar 30 gotas de Luftal® após o almoço e após o jantar, mantendo alimentação normal.

2) No dia do exame:

– Jejum de 4 horas (não ficar mais de 4 horas em jejum).
Não suspender a medicação de uso diário. Pode tomá-la com água, pois não interrompe o jejum.

IMPORTANTE:

” Caso esteja utilizando anticoagulantes, antiagregantes plaquetários ou antitrombóticos (ácido acetil salicílico-AAS, aspirina, ticlid, marcoumar, marevan, clexane, liquemine, etc.), será necessário suspender o uso do medicamento 7 (sete) dias antes do exame e retornar a usá-lo normalmente três dias depois, consulte o médico responsável por este medicamento para que ele autorize a suspensão.

” Trazer sempre o pedido do médico solicitante dizendo quais exames deverão ser realizados com o material obtido da punção ou biópsia ( Exemplo: anátomopatológico, citologia, bacterioscopia, cultura, imunofluorescência, etc ).

” Solicitar ao seu médico e trazer um resumo de sua história clínica com a hipótese diagnóstica mais provável.

” Vir sempre com um acompanhante.

Biópsia/Punção Mama

CÓDIGO PARA LIBERAÇÃO NO CONVÊNIO:

TUSS: 40.80.91-61 + TUSS: 40.90.11-14

– FAVOR COMPARECER À CLÍNICA COM 30 MINUTOS DE ANTECEDÊNCIA (para preencher o questionário e se preparar para o exame).
– TRAZER PEDIDO MÉDICO E EXAMES ANTERIORES.
– CASO SEJA EXAME REALIZADO POR CONVÊNIO, TRAZER O PEDIDO AUTORIZADO COM SENHA E A CARTEIRINHA.
– TRAZER DOCUMENTO DE IDENTIFICAÇÃO PESSOAL.

Orientações:

I – Informações sobre o procedimento
– Trata-se de biópsia de mama realizada com agulha fina (cistos) ou grossa (nódulos) a critério do médico, guiada por ultrassonografia.
– Trazer sempre os exames anteriores de Mamografia e Ultrassonografia, são muito importantes.

II – Critérios de realização
– Este exame é realizado somente com solicitação médica.
– No dia do exame, a cliente deve comparecer acompanhada. No caso de clientes com menos de 18 anos, o acompanhante deverá ser um responsável legal.

III – Preparo

– O uso de antiagregantes plaquetários, como ácido acetilsalicílico (Aspirina®, AAS®, Melhoral®, Bufferin®, etc.), clopidogrel (Plavix®) e Ticlopidina (Ticlid®) deve ser suspenso 48 horas antes do exame, mas somente com o consentimento e supervisão do médico assistente.
– O uso de anticoagulantes deverá apenas ser informado ao médico do Setor de Imagem antes do procedimento.
– Caso necessite fazer uso de analgésicos, poderá tomar dipirona (Novalgina®) ou paracetamol (Tylenol®), na dosagem que está habituada.
– No dia do exame, é necessário comparecer de sutiã justo e blusa abotoada na frente.

IV – Cuidados após o exame
– A cliente não deve ir embora dirigindo.

V – Observações
– Se houver a necessidade da realização de punções ou biópsias de mais de uma lesão, haverá a inclusão e cobrança dos exames citológicos ou anatomopatológicos de cada lesão diferente que for puncionada ou biopsiada. Muitas vezes só é possível saber isso durante a realização do procedimento.
– Em caso de Plano de Saúde, deverá haver solicitação médica para o exame citológico ou anatomopatológico. Caso sejam realizadas punções ou biópsias de mais de uma lesão, a solicitação médica deverá estar no plural (exames citológicos ou anatomopatológicos).

Biópsia/Punção Partes Moles

CÓDIGO PARA LIBERAÇÃO NO CONVÊNIO:

TUSS: 40.80.91-61 + TUSS: 40.90.12-03 + Agulha Tru-Cut (código 70013799)

– FAVOR COMPARECER À CLÍNICA COM 30 MINUTOS DE ANTECEDÊNCIA (para preencher o questionário e se preparar para o exame).
– TRAZER PEDIDO MÉDICO E EXAMES ANTERIORES.
– CASO SEJA EXAME REALIZADO POR CONVÊNIO, TRAZER O PEDIDO AUTORIZADO COM SENHA E A CARTEIRINHA.
– TRAZER DOCUMENTO DE IDENTIFICAÇÃO PESSOAL.

Orientações:

– Este exame deve ser agendado com antecedência.

– Antes de marcar o exame é necessário que o médico que realizará a biópsia veja todos os seus exames já realizados.

– Trazer todos os exames anteriores (ultrassom, tomografia, ressonância magnética, raio x, exames de sangue e coagulograma).

– Trazer exame de COAGULOGRAMA COMPLETO recente.

– Previamente à biópsia são avaliados os exames laboratoriais (hemograma e coagulograma), exames de imagem anteriores, bem como feita a investigação de eventuais condições clínicas que contra-indiquem o procedimento.

I – Preparo:

1) No dia do exame:

– Jejum de 4 horas (não ficar mais de 4 horas em jejum).
Não suspender a medicação de uso diário. Pode tomá-la com água, pois não interrompe o jejum.

IMPORTANTE:

” Caso esteja utilizando anticoagulantes, antiagregantes plaquetários ou antitrombóticos (ácido acetil salicílico-AAS, aspirina, ticlid, marcoumar, marevan, clexane, liquemine, etc.), será necessário suspender o uso do medicamento 7 (sete) dias antes do exame e retornar a usá-lo normalmente três dias depois, consulte o médico responsável por este medicamento para que ele autorize a suspensão.

” Trazer sempre o pedido do médico solicitante dizendo quais exames deverão ser realizados com o material obtido da punção ou biópsia ( Exemplo: anátomopatológico, citologia, bacterioscopia, cultura, imunofluorescência, etc ).

” Solicitar ao seu médico e trazer um resumo de sua história clínica com a hipótese diagnóstica mais provável.

” Vir sempre com um acompanhante.

Biópsia/Punção Próstata Endorretal

CÓDIGO PARA LIBERAÇÃO NO CONVÊNIO:

TUSS: 40.90.20-48 + TUSS: 40.90.13-35 + Agulha Tru-Cut Agulha (código 70013799)

– FAVOR COMPARECER À CLÍNICA COM 30 MINUTOS DE ANTECEDÊNCIA (para preencher o questionário e se preparar para o exame).
– TRAZER PEDIDO MÉDICO E EXAMES ANTERIORES.
– CASO SEJA EXAME REALIZADO POR CONVÊNIO, TRAZER O PEDIDO AUTORIZADO COM SENHA E A CARTEIRINHA.
– TRAZER DOCUMENTO DE IDENTIFICAÇÃO PESSOAL.

Orientações:

No dia anterior ao exame, no dia do exame e no dia após o exame o paciente deverá fazer profilaxia com antibiótico (a receita médica do antibiótico deverá ser retirada na nossa central de atendimento por precisar de assinatura do médico e será retida na farmácia).

Caso seu exame seja com anestesia, favor marcar Consulta Pré-anestésica antes do dia do exame, informando que realizará Biópsia de Próstata.

Caso seu exame seja agendado COM ANESTESIA, você pode e deve fazer uma refeição leve até 4 horas antes da realização do seu exame (evitar o jejum prolongado).

Esta refeição poderá conter liquidos claros (suco sem residuos, café, chá ou água) sem açucar (adoçante OK). Torradas ou bolachas de água e sal sem manteiga, requeijão ou outros . Leite é proibido.

IMPORTANTE:

Caso esteja utilizando anticoagulantes, antiagregantes plaquetários ou antitrombóticos (ácido acetil salicílico-AAS, aspirina, ticlid, marcoumar, marevan, clexane, liquemine, plavix, etc.), será necessário suspender o uso do medicamento 7 (sete) dias antes do exame e retornar a usá-lo normalmente três dias depois, consulte o médico responsável por este medicamento para que ele autorize a suspensão.

Não ingerir bebidas alcoólicas durante o preparo para o exame.

Não dirigir ou operar máquinas durante o preparo para o exame, pois os medicamentos utilizados podem provocar sonolência.

Caso apresente alguma reação durante o preparo para o exame, suspenda o uso dos medicamentos e procure atendimento médico.

Trazer sempre o pedido do seu médico que deve incluir quando possível pequeno resumo da história clínica, dosagem de PSA e achados ao toque retal.

Vir sempre acompanhando.

Trazer resultados anteriores.

Biópsia/Punção Renal

CÓDIGO PARA LIBERAÇÃO NO CONVÊNIO:

TUSS: 40.80.91-61 + TUSS: 40.90.11-30 + Agulha Tru-Cut (código 70013799)

– FAVOR COMPARECER À CLÍNICA COM 30 MINUTOS DE ANTECEDÊNCIA (para preencher o questionário e se preparar para o exame).
– TRAZER PEDIDO MÉDICO E EXAMES ANTERIORES.
– CASO SEJA EXAME REALIZADO POR CONVÊNIO, TRAZER O PEDIDO AUTORIZADO COM SENHA E A CARTEIRINHA.
– TRAZER DOCUMENTO DE IDENTIFICAÇÃO PESSOAL.

Orientações:

– Este exame necessita de programação com laboratório especializado na análise das amostras (imunofluorecência, microscopia eletrônica e microscopia óptica).

– Antes de marcar o exame é necessário que o médico que realizará a biópsia veja todos os seus exames já realizados.

– Trazer todos os exames anteriores (ultrassom, tomografia, ressonância magnética, raio x, exames de sangue e coagulograma).

– Trazer exame de COAGULOGRAMA COMPLETO recente.

– Previamente à biópsia renal são avaliados os exames laboratoriais (hemograma e coagulograma), exames de imagem anteriores, bem como feita a investigação de eventuais condições clínicas que contra-indiquem o procedimento (rim primitivo único, coagulopatias, hipertensão arterial de difícil controle e sinais de infecção, dentre outras).

I – Preparo:

1) No dia anterior ao exame:

– Tomar 30 gotas de Luftal® após o almoço e após o jantar, mantendo alimentação normal.

2) No dia do exame:

– Jejum de 4 horas (não ficar mais de 4 horas em jejum).
Não suspender a medicação de uso diário. Pode tomá-la com água, pois não interrompe o jejum.

IMPORTANTE:

” Caso esteja utilizando anticoagulantes, antiagregantes plaquetários ou antitrombóticos (ácido acetil salicílico-AAS, aspirina, ticlid, marcoumar, marevan, clexane, liquemine, etc.), será necessário suspender o uso do medicamento 7 (sete) dias antes do exame e retornar a usá-lo normalmente três dias depois, consulte o médico responsável por este medicamento para que ele autorize a suspensão.

” Trazer sempre o pedido do médico solicitante dizendo quais exames deverão ser realizados com o material obtido da punção ou biópsia ( Exemplo: anátomopatológico, citologia, bacterioscopia, cultura, imunofluorescência, etc ).

” Solicitar ao seu médico e trazer um resumo de sua história clínica com a hipótese diagnóstica mais provável.

” Vir sempre com um acompanhante.

Biópsia/Punção Tireóide (PAAF)

CÓDIGO PARA LIBERAÇÃO NO CONVÊNIO:

TUSS: 40.80.91.61 + TUSS: 40.90.12-03

– FAVOR COMPARECER À CLÍNICA COM 30 MINUTOS DE ANTECEDÊNCIA (para preencher o questionário e se preparar para o exame).
– TRAZER PEDIDO MÉDICO E EXAMES ANTERIORES.
– CASO SEJA EXAME REALIZADO POR CONVÊNIO, TRAZER O PEDIDO AUTORIZADO COM SENHA E A CARTEIRINHA.
– TRAZER DOCUMENTO DE IDENTIFICAÇÃO PESSOAL.

I – Preparo:

– Este exame não necessita de preparo.

– Para realizar este exame é necessário que você traga o exame anterior onde foram identificados os nódulos que serão puncionados (geralmente são puncionados nódulos maiores que 1,0 cm).

– Geralmente não são utilizados anestésicos no local da punção.

IMPORTANTE:

” Caso esteja utilizando anticoagulantes, antiagregantes plaquetários ou antitrombóticos (ácido acetil salicílico-AAS, aspirina, ticlid, marcoumar, marevan, clexane, liquemine, etc.), será necessário suspender o uso do medicamento 7 (sete) dias antes do exame e retornar a usá-lo normalmente três dias depois, consulte o médico responsável por este medicamento para que ele autorize a suspensão.

” Trazer sempre o pedido do médico solicitante dizendo quais exames deverão ser realizados com o material obtido da punção ou biópsia ( Exemplo: anátomopatológico, citologia, bacterioscopia, cultura, imunofluorescência, etc ).

” Solicitar ao seu médico e trazer um resumo de sua história clínica com a hipótese diagnóstica mais provável.

” Vir sempre com um acompanhante.

Clientes menores de 18 anos deverão vir acompanhados de um adulto responsável.

Observações:

– Se houver a necessidade da realização de punções de mais de um nódulo, haverá a inclusão e cobrança dos exames de cada nódulo que for puncionado. Muitas vezes só é possível saber isso durante a realização do procedimento.

– Em caso de Plano de Saúde, deverá haver solicitação médica para o exame citológico. Caso sejam realizadas punções ou biópsias de mais de uma lesão, a solicitação médica deverá estar no plural (exames citológicos).

O Instituto da Imagem

Fachada do Instituto da Imagem

O Instituto da Imagem é uma Clínica de Diagnóstico Médico por Imagem que atende as cidades de Sumaré, Hortolândia, Nova Odessa, Monte Mor, Americana e a região metropolitana de Campinas.

Ver mais
Horario
Horários de Atendimento
  • Segunda: 07:00 - 19:00
  • Terça: 07:00 - 19:00
  • Quarta: 07:00 - 19:00
  • Quinta: 07:00 - 19:00
  • Sexta: 07:00 - 19:00
  • Sábado: 07:00 - 12:00
Localização
Localização

Pç. Manoel de Vasconcellos, 618 (Praça das Bandeiras)
Sumaré - SP - CEP:13170-150

Ver mapa
Telefone
(19) 3803-1111
Whatsapp
Whatsapp:(19) 99665-8621