fake-news-blog

O perigo das fake news no combate ao COVID-19

No dia 30 de janeiro de 2020, a OMS declarou que o surto do COVID-19, o novo coronavírus, havia tornado-se uma pandemia. Segundo dados da Organização Mundial de Saúde, mais de 7 milhões de pessoas já foram contaminadas no mundo todo e o número de mortes já passa de 400 mil. Segundo a OPAS (Organização Pan-Americana da Saúde), na Região das Américas, 1.239.396 pessoas que foram infectadas pelo novo coronavírus já se recuperaram. Os números são muito altos e o momento é de prevenção, cuidado e informação.

Sabendo disso, muitas pessoas se aproveitam do momento para a divulgação de fake news sobre a doença. A disseminação de informações falsas, não só atrapalha os médicos no combate ao COVID-19, como também leva a população a crer em mentiras.

De acordo com um estudo feito pela Avaaz (uma rede para mobilização social global), cerca de 110 milhões de pessoas acreditam em pelo menos uma notícia falsa sobre a pandemia, no Brasil. Esse número corresponde a sete em cada 10 brasileiros. A pesquisa ainda aponta aponta que as redes sociais são as maiores responsáveis pela propagação de fake news. Isso porque os dados indicam que WhatsApp e Facebook foram amplamente citados, pelos entrevistados, como fonte de informação.

Veja a seguir algumas das fake news mais compartilhadas sobre a pandemia:

  • O SUS-COVID-19 é um aplicativo falso e quando instalado no celular capta todas as informações do seu aparelho – FALSO!
  • Governo Federal anuncia a descoberta da vacina do novo coronavírus – FALSO!
  • Beber muita água e fazer gargarejo com água morna sal e vinagre previne o contágio – FALSO!
  • Cientistas chineses dizem que coronavírus tornará a maiorias dos infectados do sexo masculino infértil – FALSO!
  • Coronavírus fica vivo por nove dias no organismo – FALSO!
  • Óleo consagrado cura coronavírus – FALSO!
  • Receita com coco cura coronavírus – FALSO!
  • Vitamina C com água e limão cura coronavírus – FALSO!
  • Usar álcool em gel nas mãos para prevenção do coronavírus altera resultado no teste do bafômetro em blitz – FALSO!
  • O novo coronavírus veio de animais domésticos – FALSO!
  • Álcool em gel pode ser feito em casa com apenas dois ingredientes – FALSO!
  • Água fervida com alho serve como tratamento para o coronavírus – FALSO!

Depois de muito ser discutido, o Ministério da Saúde criou uma página específica em seu site para desmentir informações falsas relacionadas ao novo coronavírus. São mais de 5 páginas com verdades e mentiras sobre o tema.

Além dessa página hospedada no site oficial do Ministério, existe ainda outras maneiras da população confirmar notícias recebidas pelas redes sociais, como a verificação da credibilidade do site. Outra forma é através de um número de WhatsApp disponibilizado pelo próprio MS. Qualquer cidadão poderá enviar gratuitamente mensagens com imagens ou textos que tenha recebido nas redes sociais para confirmar se a informação procede, antes de continuar compartilhando. O número é (61)99289-4640. Lembrando que o canal não é um SAC aos usuários, e, sim, um espaço para receber informações.

Fontes: Ministério da Saúde
OMS (Organização Mundial da Saúde)
OPAS (Organização Pan-Americana da Saúde)
Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca
www.mt.gov.br
Revista Exame
Jornal Estado de Minas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Agende agora seu exame!

O Instituto da Imagem

Fachada do Instituto da Imagem

O Instituto da Imagem é uma Clínica de Diagnóstico Médico por Imagem que atende as cidades de Sumaré, Hortolândia, Nova Odessa, Monte Mor, Americana e a região metropolitana de Campinas.

Ver mais
Horario
Horários de Atendimento
  • Segunda: 07:00 - 19:00
  • Terça: 07:00 - 19:00
  • Quarta: 07:00 - 19:00
  • Quinta: 07:00 - 19:00
  • Sexta: 07:00 - 19:00
  • Sábado: 07:00 - 12:00
Localização
Localização

Pç. Manoel de Vasconcellos, 618 (Praça das Bandeiras)
Sumaré - SP - CEP:13170-150

Rota Google Maps Rota pelo Waze