Autor: Tague

tomografia ressonancia blog

A diferença entre tomografia e ressonância magnética

Tomografia e Ressonância: um avanço da ciência médica

Nas últimas décadas, o avanço que a medicina teve foi muito grande. Vários aparelhos novos surgiram, para serem utilizados em diferentes situações e para diagnosticar problemas específicos, e que antes era impossível por falta de tecnologia.

A tomografia e ressonância tem a mesma função, ver o interior do corpo humano para o médico conseguir avaliar a condição do paciente. Apesar disso, elas têm um funcionamento completamente diferente, assim como suas contraindicações e aplicações.

Diferenças dos exames

Como mencionado anteriormente, o funcionamento dessas duas máquinas possuem uma grande diferenciação: a forma como elas captam as imagens. Por elas conseguirem “ver” dentro do paciente, não há nenhuma necessidade de realizar cirurgias para identificar o problema.

O raio X ainda é muito utilizado para identificar fraturas e infecções, contudo o avanço da medicina conseguiu criar a tomografia computadorizada, um aprimoramento dessa tecnologia já existente.

Houve uma melhora significativa na qualidade da imagem, podendo agora diferenciar alguns componentes dentro do corpo humano como água, ossos, órgãos, etc. Isso ocorre devido à densidade diferente que cada elemento possui, fazendo com que os raios se comportem de maneira diferente, e portanto, criando imagens destas partes diferentes.

Além dessa diferenciação, foi possível desenvolver imagens 3D resultadas a partir de medições volumétricas. Isso significa que o médico possui uma visualização muito melhor na hora de analisar a situação do corpo do paciente.

Por sua vez, a ressonância magnética utiliza os campos magnéticos e ondas de radiofrequência como forma de obter essas imagens. Na prática, a máquina provoca uma pequena reação nos átomos de hidrogênio do corpo através desses campos e ondas, que causa diferentes sinais dependendo da estrutura que ela atinge. Essa forma também dá ao médico uma imagem tridimensional da parte interior do corpo.

Contraindicações

Assim como a diferença no jeito que as duas máquinas funcionam, existem grupos de pessoas diferentes que não podem realizar o exame.

A tomografia possui um grupo pequeno de pessoas que não podem fazer o exame. Apenas gestantes e pessoas alérgicas a iodo, uma substância que é que aumenta o contraste da imagem.

Já a ressonância magnética possui vários grupos que não podem realizar o exame. São eles: portadores de marca-passo, prótese ortopédica, desfibrilador cardíaco implantável, prótese vascular, stent vascular, prótese ortopédica, impante coclear, DIU e fragmentos de metal no corpo e algumas tatuagens em lugares específicos do corpo.

Ver Mais
imunidade-blog

5 dicas para aumentar a imunidade

De uma forma resumida, o sistema imunológico é a defesa do organismo contra agentes infecciosos. Ou seja, é um conjunto de células de defesa e tecidos especiais que é responsável por proteger nosso corpo contra bactérias, vírus e outros micro-organismos nocivos presentes no ar.

Existem alguns fatores que aumentam a imunidade, confira 5 dicas que separamos para você:

1. Tenha uma alimentação saudável

Ter uma alimentação saudável, rica em todos os nutrientes necessários para o nosso corpo, é fundamental para garantir uma boa imunidade. Ter uma alimentação rica em vitaminas é essencial para a saúde, como a vitamina C, A e vitaminas do complexo B, ferro, zinco e selênio, nutrientes que atuam diretamente no fortalecimento da imunidade.

2. Tome sol todos os dias

O sol fornece a principal fonte de vitamina D, é aconselhável ficar um tempo ao sol diariamente, de preferência até as 10 horas da manhã e depois das 16 horas. Essa vitamina é fundamental para o fortalecimento dos ossos e das defesas do sistema imunológico.

3. Pratique exercícios físicos

Os exercícios físicos reduzem o estresse e aumentam a produção de anticorpos no organismo. Mesmo dentro de casa é possível fazer 30 minutos diários de alguma atividade física, utilizando materiais simples, como corda ou cadeira ou, até mesmo, o próprio corpo.

4. Hidrate-se regularmente

A ingestão de líquidos retira o excesso de impurezas do organismo e ajuda a prevenir doenças. Além disso, se você costuma praticar exercícios físicos, é muito importante redobrar os cuidados com a hidratação, já que a perda de líquidos é ainda mais intensa nesses casos.

A quantidade de consumo de água por dia pode variar, a depender de fatores como a idade e o peso de cada pessoa, bem como o clima e a temperatura de onde ela vive. Mas segundo o Guia Alimentar da População Brasileira, do Ministério da Saúde, o ideal é ingerir no mínimo dois litros de água por dia.

5. Evite álcool e cigarro

Tanto as drogas legalizadas, como o álcool e o tabaco, como as ilegais, baixam muito a imunidade, deixando o organismo sem defesa e predisposto às infecções. Se não conseguir cortar de todo esses hábitos, tente reduzir para a saúde do seu corpo.

Gostou das dicas? Compartilhe 😀

Ver Mais
parto

Parto durante a pandemia: Entenda quais cuidados deve tomar

Parto durante a pandemia: Entenda quais cuidados deve tomar

Com todo a situação atual do país com a pandemia de coronavírus, muitas preocupações acabam passando pela cabeça de uma mulher grávida. Garantir o bem estar próprio, também é cuidar do bebê, então tomar os devidos cuidados é imprescindível.

Temos que ter ciência que nem todos os efeitos da infecção do COVID-19 em gestante são conhecidos. É uma situação extremamente atípica, e por causa do pouco tempo para a realização de estudos, não é possível dizer com certeza o que o vírus faz ou deixa de fazer.

Se você estava planejando a sua gravidez, o recomendado é adiar este plano até que toda a situação esteja controlada e resolvida.

Principais cuidados

Uma das dúvidas mais comuns em mulheres grávidas é se o parto domiciliar seria boa alternativa nessa situação, e a resposta é não. Para a realização do parto domiciliar, ainda é necessário dois ou mais profissionais da saúde, o que não diminui o risco de infecção. Também é preciso levar em conta que um parto realizado no hospital é muito mais controlado, e portanto, menos arriscado.

É interessante verificar com o hospital ou maternidade se é necessário mudar por conta do COVID-19. Caso não tenha sintomas do novo vírus, você pode manter a sua escolha de instituição. Se informar é essencial para ver se é preciso realizar alguma mudança. Cada hospital e maternidade possuem realidades diferentes, principalmente relacionado a equipamentos e corpo clínico.

Deve ser lembrado que é preciso seguir todos os cuidados de prevenção quando for em um hospital ou maternidade. Lavar bem as mãos, e quando não for possível, passar álcool em gel 70%, manter distância de 2 metros das pessoas, usar máscaras que cobrem completamente o nariz e boca e não compartilhar itens pessoais.

Ver Mais
saude mental blog

Quarentena: Como manter a mente saudável?

Nossas vidas mudaram drasticamente com a chegada do coronavírus. Foi necessário fazer uma adaptação na maior parte do nosso cotidiano. Tudo ocorreu muito rápido, sem termos como reagir direito a uma situação tão extrema como esta. E como já era de se esperar, isso traz consequências para a saúde mental de todas as pessoas. A preocupação com o vírus constante, a incerteza sobre o trabalho, familiares e diversos outros aspectos que rodeiam nossos pensamentos diariamente pesam muito.

Neste texto, iremos dar algumas sugestões do que pode ser feito para acalmar o seu psicológico. Não é atoa que o Brasil já era considerado o país mais ansioso do mundo, e agora o cuidado pessoal deve ser uma prioridade.

Estabelecer uma nova rotina

O seu cotidiano com certeza mudou. Trabalho em casa, impossibilidade de sair por conta do isolamento social ou fazer compras com menos frequência e em maior quantidade são algumas das possibilidades que podem ter acontecido no seu caso. A verdade é, independente do que tenha sido, manter uma rotina em que você mantenha sua mente ocupada e relaxada é fundamental. Faça atividades que você goste, descubra uma nova vocação ou aprenda algo novo.

Também é importante lembrar que você não é obrigado a ser mais produtivo durante o período de quarentena. Toda essa situação é atípica, e se você colocar mais pressão em si mesmo por não estar produzindo, isso fará com que a sua saúde mental será mais prejudicada. É necessário fazer atividades que te façam bem.

Consumo de informação

Temos que nos manter informados, isso é fato. Contudo, ficar checando as redes sociais e sites que falem apenas disso o tempo todo irá apenas criar mais preocupação. É necessário regular a quantidade de notícias que vemos. Não controlamos o que acontece fora da nossa vida, o importante é fazer a sua parte e saber das principais informações.

Isolamento físico, não social

Algumas pessoas andam falando que o isolamento que estamos fazendo precisa ser físico, e não social. O ser humano é um animal social, precisamos interagir com outras pessoas, nos comunicar e nos expressarmos. O jeito mais fácil de manter contato com as pessoas é através da tecnologia. Transmissões entre os amigos pode ser uma ótima forma de matar a saudade. Pode ser um bom momento para tentar se aproximar de pessoas que você não fala faz tempo, seja por causa de distância ou tempo que antes você não tinha.

Hábitos saudáveis

Mencionamos antes que fazer atividades dentro do seu gosto pessoal é importante, porém existem hábitos que podem te ajudar a diminuir ansiedade durante o período de isolamento.

A primeira delas é a meditação. Existem estudos que mostram os benefícios da meditação como redução de estresse, diminuição da ansiedade, maior equilíbrio emocional e muitos outros. Vamos deixar no final desta postagem links com matérias que falam mais sobre isso caso esteja interessado.

Outro hábito muito benéfico é pegar sol durante o dia. Muitas vezes ficamos trancados dentro de casa e não vemos a luz do dia direito. A luz solar nos dá vitaminas importantes para a redução de ansiedade e depressão, além dela ajudar a regulação do sono. Também iremos deixar uma matéria explicando mais sobre esta questão no final do texto.

Terapia

Diferentemente do que muitos pensam, a terapia não é apenas para pessoas com algum tipo grave de distúrbio mental. O trabalho do psicólogo é muitas vezes para nos auxiliar a ter uma maior maturidade e equilíbrio emocional. Por conta da situação atual, não é possível fazer sessões presenciais, contudo muitos psicólogos estão prestando esse serviço online. Considere fortemente essa sugestão caso nunca tenha feito ou esteja passando por algum momento delicado.

Saúde mental em primeiro lugar

Existem muitas questões que podem e precisam ser abordadas sobre esse tema. Nesse texto procuramos dar algumas sugestões do que pode ser feito. É necessário levar em consideração todas as individualidades que cada um tem. Não existe uma fórmula mágica sobre como lidar com tudo que está acontecendo. Se de alguma forma conseguimos ser de alguma ajuda ou te dar uma visão nova, compartilhe com seus amigos e familiares.

Saiba mais:

Benefícios da meditação

Quanto e de que maneira tomar sol para obter Vitamina D?

Ver Mais
fake-news-blog

O perigo das fake news no combate ao COVID-19

No dia 30 de janeiro de 2020, a OMS declarou que o surto do COVID-19, o novo coronavírus, havia tornado-se uma pandemia. Segundo dados da Organização Mundial de Saúde, mais de 7 milhões de pessoas já foram contaminadas no mundo todo e o número de mortes já passa de 400 mil. Segundo a OPAS (Organização Pan-Americana da Saúde), na Região das Américas, 1.239.396 pessoas que foram infectadas pelo novo coronavírus já se recuperaram. Os números são muito altos e o momento é de prevenção, cuidado e informação.

Sabendo disso, muitas pessoas se aproveitam do momento para a divulgação de fake news sobre a doença. A disseminação de informações falsas, não só atrapalha os médicos no combate ao COVID-19, como também leva a população a crer em mentiras.

De acordo com um estudo feito pela Avaaz (uma rede para mobilização social global), cerca de 110 milhões de pessoas acreditam em pelo menos uma notícia falsa sobre a pandemia, no Brasil. Esse número corresponde a sete em cada 10 brasileiros. A pesquisa ainda aponta aponta que as redes sociais são as maiores responsáveis pela propagação de fake news. Isso porque os dados indicam que WhatsApp e Facebook foram amplamente citados, pelos entrevistados, como fonte de informação.

Veja a seguir algumas das fake news mais compartilhadas sobre a pandemia:

  • O SUS-COVID-19 é um aplicativo falso e quando instalado no celular capta todas as informações do seu aparelho – FALSO!
  • Governo Federal anuncia a descoberta da vacina do novo coronavírus – FALSO!
  • Beber muita água e fazer gargarejo com água morna sal e vinagre previne o contágio – FALSO!
  • Cientistas chineses dizem que coronavírus tornará a maiorias dos infectados do sexo masculino infértil – FALSO!
  • Coronavírus fica vivo por nove dias no organismo – FALSO!
  • Óleo consagrado cura coronavírus – FALSO!
  • Receita com coco cura coronavírus – FALSO!
  • Vitamina C com água e limão cura coronavírus – FALSO!
  • Usar álcool em gel nas mãos para prevenção do coronavírus altera resultado no teste do bafômetro em blitz – FALSO!
  • O novo coronavírus veio de animais domésticos – FALSO!
  • Álcool em gel pode ser feito em casa com apenas dois ingredientes – FALSO!
  • Água fervida com alho serve como tratamento para o coronavírus – FALSO!

Depois de muito ser discutido, o Ministério da Saúde criou uma página específica em seu site para desmentir informações falsas relacionadas ao novo coronavírus. São mais de 5 páginas com verdades e mentiras sobre o tema.

Além dessa página hospedada no site oficial do Ministério, existe ainda outras maneiras da população confirmar notícias recebidas pelas redes sociais, como a verificação da credibilidade do site. Outra forma é através de um número de WhatsApp disponibilizado pelo próprio MS. Qualquer cidadão poderá enviar gratuitamente mensagens com imagens ou textos que tenha recebido nas redes sociais para confirmar se a informação procede, antes de continuar compartilhando. O número é (61)99289-4640. Lembrando que o canal não é um SAC aos usuários, e, sim, um espaço para receber informações.

Fontes: Ministério da Saúde
OMS (Organização Mundial da Saúde)
OPAS (Organização Pan-Americana da Saúde)
Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca
www.mt.gov.br
Revista Exame
Jornal Estado de Minas

Ver Mais
corona-recem-nascido-blog

Coronavírus: cuidados com recém-nascidos

No Brasil, apesar de o Ministério da Saúde não divulgar a faixa etária das pessoas confirmadas com a doença, a assessoria de imprensa disse a revista CRESCER que não há, até o momento, registro de crianças entre os infectados.

Para o CDC (Centro de Controle e Prevenção de Doenças) dos EUA, as baixas taxas de infecção entre crianças podem ocorrer porque casos mais leves não chegam a ser relatados. As crianças também são menos expostas a viagens, e o ambiente de trabalho dos adultos é outro fator que favorece a contaminação. As crianças são geralmente expostas em casa.

Vale destacar que crianças com sintomas leves também podem transmitir o vírus a outras pessoas, e há relatos inclusive de transmissão assintomática.

Prevenção do contágio para recém nascidos

Como a transmissão do coronavírus ocorre principalmente por gotículas respiratórias, as recomendações para evitar o contágio de crianças são as mesmas da população em geral.

Já para grávidas e bebês pequenos, a regra de ouro é evitar aglomerações. Independente de coronavírus ou não, a preocupação que temos com relação ao recém-nascido é de reduzir ao máximo a possibilidade de contato com situações de aglomeração, porque algo que pode causar um resfriado simples em qualquer pessoa, em um bebê pequeno pode se agravar. Além disso, é fundamental orientar as visitas sobre a higienização das mãos, e a própria família precisa adotar esse comportamento no dia a dia.

Confira alguns cuidados essenciais:

– Adiem as visitas;

– Evitem sair para a rua ou para lugares cheios;

– Lavem as mãos e usem álcool gel antes de pegar na criança;

– Mães, fiquem em casa. Só saiam quando for extremamente necessário;

– A amamentação é de extrema importância, pois é nesse período que o bebê recebe da mãe vários anticorpos;

– Muitas mães sentem sintomas de gripe nesse período. Caso não apresentem outros sinais, como febre e dificuldade de respirar, não vão a um pronto-socorro.

Gostou do conteúdo? Acesse nossa página MAIS SAÚDE e leia mais conteúdo como este.

Ver Mais
arte-aprovação-capa

Máscaras caseiras: Faça você mesmo!

Ministério da Saúde agora pede para que a população vista máscaras caseiras ao sair de casa.

”Quando tínhamos poucos infectados, não fazia sentido todo mundo andar de máscara. Mas, agora, o número de casos cresceu e sabemos que boa parte deles é assintomático”, pontua Fiss. Portanto, tem bastante gente espalhando o vírus sem saber disso — e, se eles precisarem sair de casa, o uso de uma máscara evitaria o espalhamento do novo coronavírus pelo ambiente.”

Ver Mais
arte-aprovacao-banner-2

Alimentos que aumenta imunidade

Sabemos que o Covid-19 está afetando todo o nosso país e que esse vírus é suscetível para aqueles com imunidade baixa e pessoas de grupo de risco como: idosos, diabéticos, hipertensos, pessoas que tem insuficiência cardíaca, renal ou doença respiratória crônica.

Se você percebeu que sua imunidade anda baixa, agora é a hora de se cuidar e a apostar em uma nova forma de alimentação mais saudável, que auxilia na manutenção do seu sistema imunológico te protegendo de invasores como: vírus, bactérias ou fungos que possam causar doenças.

Ver Mais
orientacoes-pacientes-blog

Orientações COVID-19 para pacientes

Considerando as medidas de distanciamento social e isolamento pessoal impostas pelas autoridades são, no momento, o pilar central da estratégia de contenção da epidemia, fazemos as seguintes orientações:

– Não saia de casa para retirada de exames, os resultados podem ser consultados em nosso site: www.instituto.med.br/resultados

– Pacientes com sintomas gripais leves devem ficar em casa e não procurar atendimento médico.

– Pacientes com febre a partir de 37,8 graus, tosse e dor de garganta devem ficar atentos, e procurar orientações por telefone, evitando sobrecarregar o atendimento de hospitais e pronto socorros.

– Clientes Unimed Campinas poderão receber atendimento virtual por telefone e vídeo no site: www.unimedcontraocoronavirus.com.br

– Outros clientes podem consultar o enfermeiro virtual em www.coronabr.com.br.

– Pacientes com dificuldade para respirar ou falta de ar, dor ou pressão no (tórax) peito, confusão metal, tontura e lábio arroxeados devem procurar imediatamente um serviço de saúde para avaliação.

Ver Mais
capa-texto

Riscos do Coronavírus para gestantes

Muitas gestantes estão preocupadas com sua saúde e a do bebê por conta dos relatos do novo COVID-19 no Brasil. Por isso separamos algumas informações e dicas do que fazer em caso de gestantes serem diagnosticadas com o coronavírus, mas também como preveni-las da doença.

Ver Mais

Agende agora seu exame!

O Instituto da Imagem

Fachada do Instituto da Imagem

O Instituto da Imagem é uma Clínica de Diagnóstico Médico por Imagem que atende as cidades de Sumaré, Hortolândia, Nova Odessa, Monte Mor, Americana e a região metropolitana de Campinas.

Ver mais
Horario
Horários de Atendimento
  • Segunda: 07:00 - 19:00
  • Terça: 07:00 - 19:00
  • Quarta: 07:00 - 19:00
  • Quinta: 07:00 - 19:00
  • Sexta: 07:00 - 19:00
  • Sábado: 07:00 - 12:00
Localização
Localização

Pç. Manoel de Vasconcellos, 618 (Praça das Bandeiras)
Sumaré - SP - CEP:13170-150

Rota Google Maps Rota pelo Waze